domingo, 19 de outubro de 2008

apenas a realidade me incomoda em pensar que um dia você ia embora.

agora que eu me toquei que eu amo você,
mais isso é platônico porque você nunca
vai me querer. Sou assim, sem você, sentindo
esse frio que me faz tremer.
eu sei que eu não tenho mais chances com você
porque eu te vi com aquela garota.
eu vi vocês dois se beijando, você acha que não?
tudo bem que eu já estou com outra pessoa mais
quem eu realmente amo é você!
queria poder voltar ao tempo e viver cada momento
mais isso já é passando, nunca mais vai voltar
mais minha vida tem que continuar
somente você me faz sorrir de um jeito especial
viver sem você pra mim é irreal
eu apenas gostaria de chegar pra você e dizer
o quanto eu amo você.

sábado, 9 de agosto de 2008

meus sentimentos foram em vão.

eu não consigo viver a realidade, não da.

tudo pra mim não passa de sonho que logo

mais eu acordo e depois de um tempo eu

vou esquecer pra sempre, então me esqueça

e me deixe te esquecer apenas ouça o que o

seu coração mandar ou não sobreviva.

terça-feira, 22 de julho de 2008

Walls.

Are you listening?
we write a thousand pages, they're torn and on the floor
headlights hammer the windows, we're locked behind these doors
and we are never leaving, this place is part of us
and all these scenes repeating are cold to the touch
my hands seem to deceive me
when I'm nervous or when I'm healthy.
the scenery's all drawn.
they hang here from the walls dear,
painting pictures, bleeding colors,
blanket the windows.
sometimes it gets so hard to breathe.
your eyes can see right through me.
these fights with your arms left beside.
one thing and one more says goodnight.
you've got the map come get to me.
these knuckles break before they bleed.
tear out these veins that own my heart.
this skin that wears your lasting marks.
i've built these walls come get to me, come get to me.
is this your lesson, a slight discretion,
the lines that keep you, the lines that sweep you.
lock the doors from the inside.
your face is so contagious, it wears announcements,
it leaves me breathless, i won't forget this.
let the walls have their say.
there's no conversation, words without remorse
and this television drowns the only source
wake from these dreams of you in my arms
to the staircase where you hold my heart
this place, these walls mean everything to me.

sábado, 19 de julho de 2008

Queria ser quem você gostaria que eu fosse.

Mais não da pai, eu tentei de várias maneiras
Eu não sou boa em nada, eu não presto
Não sou uma santinha, nem tenho bons amigos
Não consigo mais falar contigo como era antes
Não consigo mais olhar pra você como antes
Não vou me humilhar pedindo desculpas pra
Você por nada, peça desculpas pra mim
Por ser grosso e pra minha mãe que faz tudo
Por ti, agora toma drogas pra dormir.



" cause if i am your wolverine then you're supposed to be jean grey but sorry, honey... phoenixes don't die! so stop living this misery pack your bags and leave with me and let me tell the world that now you're mine!don't you dare to die now in my hands my suicide girl "
video

terça-feira, 15 de julho de 2008

Ainda lembro do que eu fiz por ti.


São as palavras que te prometi
Escritas num papel e enviada só pra ti
Não me peça desculpas por nada, só
Fiz o que era melhor pra mim
E ainda lembro daquilo que eu te falei
Eu não me arrependo de nada
E nem foi eu que te contei que a ilusão
Era minha pior inimiga
Quando ela aparece o relógio para de
Funcionar, e eu apenas vejo eu e você
Sentados no sofá assistindo TV.